Bike dreamlog

Eu pedalava por uma parte de Caxias do Sul que não conhecia. Era a hora do lusco-fusco, quase noite. Nisso, choquei-me com um outro ciclista que vinha na direção contrária. Pedimos desculpas e seguimos adiante. No entanto, vi que o choque tinha deixado o guidão meio torto mas, de repente, percebi que aquela não era minha bicicleta. Era a bicicleta do homem com quem bati. E eu fiquei desesperada, saí atrás dele em busca da minha amada bike, mas não encontrei. Acabei, durante o resto do sonho, guiando aquela bicicleta curiosa de modelo antigo por todos os lugares, pensando que se ficasse com ela teria de pôr outro farol, outros paralamas (porque aqueles estavam tortos) e triste com o fato de que o dono da bicicleta côr-de-rosa devia estar muito feliz pedalando o que não era dele.

3 Respostas

  1. Olá, encontrei o blog sem querer pelo o google e adicionei como um link de bikes no meu, ok? Não conhecia, mas adore a idéia! Sou de Porto Alegre também. Abraços

    jazz

  2. Isto é um pesadelo! Como a bicicleta entra em nossas vidas e faz-nos sonhar. Apesar de que neste caso, eu preferiria não ter de passar por isto. Já postou uma foto da sua bici cor de rosa?

    Renato

  3. Sim, como eu faço análise às segundas, já vou tentar descobrir o significado disso, Renato!😉
    A minha bici de verdade não é cor-de-rosa, mas roxa, rs. Aquela era toda cor-de-rosa e bem velha.

    E, Jazz, seja bem vinda e obrigada pelo link.🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: