Furtos de bicicleta: mercado aquecido?

Furtaram a minha bicicleta há duas semanas. Estava com cadeado e, embora à vista da rua, no interior de um prédio. Com o ocorrido, percebi bastante gente que conheço se manifestando nas redes sociais sobre suas bicicletas furtadas recentemente. Outro conhecido teve duas bicicletas, mais caras e sofisticadas, furtadas na semana passada, de dentro do seu prédio (sem visão para a rua), presas com cadeado a um bicicletário. Minha amiga Verônica também teve sua bici subtraída do estacionamento do seu próprio trabalho!

Acho o seguinte: o mercado está aquecido e, se a gente não chega a níveis holandeses em matéria de infraestrutura cicloviária e políticas ciclo-amigáveis, é fácil que roubos e furtos se tornem tão corriqueiros quanto são em Amsterdã. Bobeou, dançou. Parte disso é porque mais e mais gente anda de bicicleta nas cidades, porque a indústria ciclística está se desenvolvendo, porque está mais mais fácil ver mais e mais bicis pelas ruas. Bicicleta, quando barata, é moeda fácil para trocar por drogas; quando é cara, especializada e tem peças nobres, alimenta um comércio ilegal cuja culpa pela existência não está em quem rouba, mas sim em quem compra. Isso não é privilégio do país do “jeitinho”: me lembro das bicis de dez euros que malandros oferecem nas ruas planas da capital da Holanda. O divertido vídeo abaixo, que narra um dia na vida de uma bicicleta, dá conta de uma situação bem real.

Enfim, comprei uma bicicleta dobrável, ainda mais cara, possivelmente bem mais visada e parte desse investimento irá para a aquisição de uma tranca importada, cara e, espero, indestrutível (a U-Lock da Kryptonite costuma se prestar a esse papel).

O que acho importante fazer no caso infeliz de um furto de bicicleta:
– Boletim de Ocorrência – a possibilidade é de que a Polícia não faça muita coisa para recuperar a bicicleta que simplesmente “sumiu”, mas o registro do B.O. é importante inclusive para que haja estatísticas sobre o assunto.
– Cadastrar, de preferência com foto, no site www.bicicletasroubadas.com.br. A ideia é de que o site seja referência para lojas que vendem bicis usadas;
– Produto bom e preço muito baixo? Desconfie. Peça nota fiscal e procedência;
– E, para tentar evitar o incômodo, o site Escola de Bicicleta tem boas dicas.

5 Respostas

  1. BO é importante, certa vez roubaram minhas bicicletas e dias após achei meu quadro numa bicicletaria do lado de casa, pronto para ser pintado.

    Chamei a polícia que só ajudou, botando terror na molecada, a recuperar boa parte das bikes e suas peças, mas como nao havia feito o BO, nao tinha sequer como provar que as bikes eram minhas.

    Teve o caso de outra amiga que teve sua Dahon roubada e meses depois a encontrou no Mercado Livre. Daí ela passou o numero de série ao investigador que “comprou” a bike, na hora da entrega verificou que o número de série batia e prendeu o cara que nao passava de um receptador.

    Portanto por mais que a pessoa nao confie na polícia, é fundamental fazer o BO

  2. Eu moro em Belém e já tive três bicicletas roubadas num espaço de dois anos, e muito ruim, todas fiz b.o., mais infelizmente a polícia não faz nada, não temos uma legislação que apoie os ciclistas, somos marginalizados no trânsito, aqui não temos ciclovias, porque os governos, preferem motos e carros, porque gastam em combustíveis, enquanto isso não mudar, continuaremos a ser excluído!

  3. Da onde é este investigador que comprou a bike?

  4. Roubaram minha Califórnia azul com cestinho preto… sábado, dia 04 na Osvaldo Aranha, bem na parada de ônibus em frente ao Araújo Viana…😦

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: