Pronto, falei

O que vocês achariam se eu dissesse que, em 2010, somente no Brasil, caíram 188 Boeings 737 sem NENHUM sobrevivente? Imaginem o drama das famílias, o caos na aviação civil, o medo de voar. Pois bem: essas 40.610 pessoas morreram sim, mas não em acidentes aéreos. Elas tiveram suas vidas tiradas em “acidentes” de trânsito no Brasil no ano passado.

Por isso só tenho a aplaudir a decisão do STF em transformar em CRIME a prática de dirigir embriagado. E aplaudo também considerarem a possibilidade de fazer criminosos que provocarem incidentes graves (por embriaguez ou infrações comprovadas) ressarcir ao INSS os danos que causarem. Pensem nisso e em todas as infrações cometidas diariamente: as ultrapassagens pela direita, o não-respeito à faixa de pedestres, a cerveja inocente, os 10km/h além do limite da via: são eles, além de absurdos ainda piores, que fazem com que o Brasil apresente números de guerra no trânsito. Responsabilidade por nossos próprios atos salvam vidas.

E, desculpem: mas justificar nossos erros pelos erros de outros motoristas (“todo mundo fura o sinal vermelho, ele não usa capacete, ele não atravessa na faixa”), pedestres e ciclistas é coisa de quem não assume a idade adulta que deveria ter.

Anúncios

Baixe o Plano Cicloviário!

Nova seção no Bike Drops: agora você tem acesso, para download, ao Plano Cicloviário de Porto Alegre, que regulamenta e torna obrigatória em Porto Alegre a implantação de ciclovias, bem como a adoção de uma política que beneficie todo o trânsito a partir do compartilhamento das ruas com todos os tipos de transporte.

Aqui, você poderá baixar a Lei Complementar 626 na íntegra, bem como o Resumo Executivo do Plano, que contém os estudos preliminares que nortearam a confecção da Lei, com dados e estatísticas. O conhecimento das possibilidades legais que temos na cidade é essencial para que façamos as cobranças certas, com base no que já é obrigação do Município.