Transporte com design

Inspirada no post do meu “eco-site” favorito, o Re-Nest, resolvi listar algumas bikes bonitas com uso essencialmente urbano, disponíveis em lojas de Porto Alegre e, na impossibilidade de achar por aqui, na internet também. A maioria é bem cara (com exceção da Fischer), mas estamos na era da customização, que diga a Violeta, uma MTB que virou city-bike num passe de mágica. O importante é pedalar. 😉

1. Trek Navigator (R$ 1.999, na Bike Tech)

2. Caloi Easy Rider (R$ 1.999 na Bike Tech)

Fischer Princess (R$ 339 na Bike Sul)

 

Dahon Briza D3 (R$ 2.499 no Submarino)

Emprestada, porém limpinha

Abaixo, alguns dos modelos de bicicletas usadas nos programas de empréstimos de cidades como Paris, Lyon (parecidas entre si), Estocolmo, Barcelona (modelos parecidos com o programa Smartbike DC, de Washington) e Helsinque. Como já se ouve falar que São Paulo, quem sabe, um dia, adotará o sistema, as magrelitas inusitadas podem ser uma fonte de inspiração. Por mim, um modelo tipo a Tropical, da Monark, já estava de bom tamanho. Bem resistente e vamo que vamo.

 

Design é tudo

Se não bastar o apelo da sustentabilidade, da saúde, da atitude ambientalmente responsável e do basta aos engarrafamentos para que um indivíduo use uma bicicleta, então que ele ande de bicicleta because it is fashion.

 

O modelo da Gucci, com exemplares limitados, é vintage e charmoso, mas não é para o meu (e provavelmente nem para o seu) bolso. Já o modelo da Monark, de 1965, é lindo, com pneu balão, e pode inspirar os fashionistas a customizarem até mesmo uma singela mountain bike, tipassim como eu fiz com a minha. 🙂