Pequenos reparos…

Depois de um completo abandono de quase um ano (não o mesmo tempo para a Violeta, a senhora minha bicicleta, que andou encostada depois de umas crises – minhas – de labirintite), Bike Drops volta tímido, assim meio envergonhadinho pela ausência. Espero que meus 2 1/2 leitores fiquem contentes com a volta, tanto quanto eu. 🙂

Hoje levei a Violeta para um passeio como há alguns meses não ocorria. Só eu e ela, ela e eu. Não antes de passar na fiel bicicletaria para reparar um pneu furado (fui ao Maraschin, link ao lado, serviço honesto e rápido). Eles passaram a trabalhar também com a marca americana Raleigh (a Bike Sul também, se não me engano), que tem umas MTBs lindas e sólidas e algumas cruisers californianas também.

Chamaram a atenção duas bikes encostadas, uma speed antiga da Monark e também uma Monareta lindinha, verde, parecida com essa do modelo 3D (obrigada ao Gustavo Bernardi, de quem “emprestei” a imagem). Perguntei se estava à venda, mas não: é que um dos rapazes da loja curte bikes antigas e vai sempre trabalhar com ela.

Achei um charme. Não é só o mercado de bicicletas que está sendo novamente aquecido (ainda mais com medidas como a isenção do IPI, mais que bem vindas), mas o pessoal está tirando lindos modelos do baú: as que eu acho mais lindas são as Caloi 10, elegantíssimas. Eu cresci com a minha Berlineta, mas a Monareta, admitamos, sempre foi bem mais charmosa. 😉

Anúncios

Bike nostálgica

Gwyneth Paltrow nas filmagens de Sylvia e Ted, sobre a poeta americana Sylvia Plath.

picimg_pedal_pushers_gwyneth_ff89

Tirado do Cyclelicious, presenteado pelo Pedaleiro. 🙂

Lady bike

Se é a segunda vez que a srta. Audrey Hepburn aparece aqui montada em uma bicicleta (agora acompanhada de singelo au-au), é porque ela não possuía apenas charme e talento imensuráveis, mas também porque, seguindo a premissa de que a graça é a beleza em movimento, fazia circular por aí todo o seu aplomb e nonchalance.

Bike Drops é muito fã de mademoiselle Hepburn!

Design é tudo

Se não bastar o apelo da sustentabilidade, da saúde, da atitude ambientalmente responsável e do basta aos engarrafamentos para que um indivíduo use uma bicicleta, então que ele ande de bicicleta because it is fashion.

 

O modelo da Gucci, com exemplares limitados, é vintage e charmoso, mas não é para o meu (e provavelmente nem para o seu) bolso. Já o modelo da Monark, de 1965, é lindo, com pneu balão, e pode inspirar os fashionistas a customizarem até mesmo uma singela mountain bike, tipassim como eu fiz com a minha. 🙂